15 de janeiro de 2009

Jogador de Halo 3 declarado culpado de homicidio familiar


Um jovem de 17 anos de idade que matou a sua Mãe e feriu o seu Pai depois de ambos terem confiscado a sua cópia de Halo 3, o famoso título da Xbox 360, foi formalmente considerado culpado pelo tribunal Norte Americano.

A defesa por Daniel Petric tentou revelar que a sua adicção a Halo 3 e aos outros títulos Halo, o tornaram completamente desprovido de capacidade psicológica. O juíz recusou as alegadas boas intenções e declarou Petric - inquirido como um adulto - culpado de morte agravada, tentativa de homicidio voluntário agravado, entre outras acusações.

Na noite do tiroteio, em Outubro de 2007, Petric quebrou a salvaguarda do seu Pai, apanhou a sua arma de 9mm automática e procurou reaver a sua cópia de Halo 3. Depois e de acordo com o seu Pai, entrou no quarto com a arma em punho e disse:

«Será que podem fechar os olhos? Tenho uma surpresa para vocês.»

De acordo com o Pai, a surpresa posterior veio a revelar-se no mínimo incrível e o próprio ficou tonto devido ao barulho da arma e aos ferimentos.

http://www.newticias.com/

1 comentários:

ηatalie αfonseca disse...

Nem sei que diga! Doente!